Basta Pedir

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Muitas pequenas empresas fazem um excelente trabalho com seus sites. Publicam bons textos, selecionam imagens envolventes, talvez tenham até integrado vídeos, e tudo isso com uma qualidade profissional, num site esteticamente encantador. No entanto, apesar de executar tudo isso corretamente, por vezes, esses sites não geram tantos leads ou vendas quanto deveriam. Por que não? Porque o dono do site esqueceu-se de pedir ao usuário para fazer alguma coisa.

No jargão do marketing, isto é muitas vezes referido como um elemento de “call-to-action” (chamada para ação). É mais do que adicionar um simples botão de “comprar agora”, pois inclui pedir a um visitante que faça uma série de ações diferentes, como assinar um newsletter, telefonar para um número 0800, baixar um documento ou solicitar um kit de informações. Há um número quase infinito de táticas de call-to-action, mas conhecemos algumas boas práticas que que podem ajudá-lo a ser melhor sucedido.

Seja relevante

O que quer que você esteja incentivando o visitante a fazer, deverá ser relevante aos interesses dele. Se você possui um site especializado em pesca, por exemplo, você poderia disponibilizar para download um mapa de pesca detalhado ou um guia em PDF sobre equipamentos de pesca. Mesmo algo tão comum como um e-mail opt-in pode ser moldado para torná-lo mais interessante ao seu público-alvo. Uma loja de pesca pode promover-se mandando e-mails de dicas de pesca, truques, locais de pesca secretos e, claro, algumas ofertas especiais aqui e ali.

Não seja tão direto

É claro que é aceitável pedir a um visitante para ir direto à compra e, se você é um negócio de comércio eletrônico, é até imperativo que você faça isso. Mas, muitas vezes, mais vale um e-mail ou os dados de um visitante do que uma transação imediata. Uma CTA que exige menos de um visitante pode ser mais propensa a gerar uma resposta. O valor de um endereço de e-mail, com as devidas permissões opt-in, o qual você poderá respeitosamente utilizar ao longo de semanas ou meses, pode acabar gerando mais valor ao seu negócio do que conduzir alguém a uma simples compra única.

Seja detalhista

Algum tipo de elemento CTA deverá constar em quase todas as páginas do seu site. Considere qual ação seria mais apropriada, de acordo com o conteúdo da página, e tente personalizar quando possível. Mesmo se a “coisa” que você está oferecendo for a mesma de outras páginas, a forma como o pedido é feito pode ser personalizado para o contexto da página em questão.

Utilize imagens e texto

Uma imagem CTA bem executada pode ser extremamente eficaz. Um link de texto simples, bem trabalhado, também pode ser eficaz, quando feito corretamente. Experimente com diferentes abordagens, e experimente com ambos, quando fizer sentido. Em algumas situações, não haverá boas opções para imagens e em outras você necessitará de algo mais ousado que salte um pouco mais à vista do usuário. Experimente com várias ideias e seja criativo.

Como qualquer bom vendedor lhe dirá: você não faz uma venda sem pedir. Seja agradável e não excessivamente agressivo, mas não tenha medo de pedir por algum tipo de envolvimento.

Publicação original: 15 de março de 2016 por Devin Sears