Recuperação de dados

Por que criar um plano de recuperação de dados?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Há uma maneira muito fácil de descobrir se seu negócio precisa de um plano de recuperação de dados. Faça-se a seguinte pergunta: meu negócio conseguiria funcionar sem as informações críticas de banco de dados, dados de operações e dados de clientes?

Se seu negócio consegue continuar operando sem problemas, não se preocupe em pensar num plano. Porém, se não (como a maior parte das empresas na era de informação), é bom começar a se planejar agora sobre como recuperar seus dados no caso de um problema, antes que seja tarde demais.

Informação é o principal ativo de muitas empresas

Sendo as informações que você guarda nos seus servidores o núcleo da sua empresa, perdê-los pode significar o fim. Segundo pesquisa realizada pela Gartner, apenas 6% das empresas conseguem sobreviver mais de dois anos após perderem suas informações. Essa mesma pesquisa indica que 43% das empresas são fechadas imediatamente após essa perda, enquanto outros 53% fecham em menos de dois anos.

Tratando-se de backups, PMEs geralmente deixam a desejar. Um número inferior a 38% das PMEs faz backup dos seus dados com frequência. Somando-se isso à falta de mecanismos de segurança adequados, risco de colaboradores comprometerem dados e tantas outras ameaças, é preciso se prevenir.

Sem uma estratégia de recuperação de dados e um backup automatizado, PMEs ficam à mercê de desastres, sem armas para se reerguer. Segundo estudo do Instituto Ponemon, 62% das PMEs não estão seguras o suficiente para enfrentar um downtime substancial em seu serviço, e um terço das empresas americanas citam falta de orçamento e recursos como os principais motivos para a falta de um backup e um planejamento de recuperação de dados.

Shit happens

Problemas no hardware
Embora os avanços tecnológicos tornem o hardware cada dia mais confiável, é impossível garantir que não haverá problemas. É muito caro e difícil eliminar todas as possibilidades de falha em uma estrutura de TI. Dessa forma, é preciso fazer um backup dos seus dados regularmente e guardá-los em um ambiente seguro, de maneira a diminuir problemas e interrupções em caso de problemas na estrutura.

Deve-se considerar inclusive problemas relacionados a desastres naturais. Enchentes, tempestades, terremotos, furacões. Mesmo que o Brasil esteja salvo de algumas dessas ameaças, é bom lembrar que grande parte dos servidores encontra-se em países suscetíveis a esse tipo de acontecimento. Num cenário desses, um backup dos seus dados pode salvar sua empresa a retomar os serviços rapidamente. Aproximadamente 80% das companhias que interromperam seu serviço por mais de 5 dias, sem um plano de recuperação de dados, fecham as portas.
Erro humano
Os erros humanos são os mais difíceis de prevenir e corrigir. Um código falho, algum arquivo deletado, um cliente que apagou alguma informação básica.

Um exemplo é o caso da empresa de hospedagem de Marco Marsala, que apagou todos os dados dos clientes de sua empresa de hospedagem com um único código (o temido “rm -rf“) e todos os backups que estavam no mesmo servidor. Além de perder toda a empresa e reputação, alguém nessa situação fica completamente vulnerável a ações judiciais por parte dos clientes.
Clientes querem acesso todo o tempo
O consumidor médio espera acessar serviços online quando lhe é conveniente. Isso significa que se o seu serviço estiver com algum problema que o deixe fora do ar, se você não conseguir voltar a ficar online dentro de um intervalo de tempo razoável, esses consumidores ansiosos podem migrar para concorrentes.

Qualquer negócio está suscetível a algum problema de TI. Como muitos negócios são 100% digitais, proteger e garantir a continuidade desses ativos deve ser uma prioridade total para mitigar qualquer dano por algum problema imprevisto.

Plano de recuperação através de BaaS

O modelo de Backup as a service (BaaS) é uma abordagem de backup que utiliza estruturas de provedores de backup online. Em vez de utilizar uma estrutura própria (CAPEX), que necessita de mais investimento e gerenciamento, os provedores BaaS se conectam com seus sistemas para guardar seus dados na nuvem. Dessa maneira, ganha-se velocidade e praticidade no processo, além de garantir a proteção necessária para perda de dados.

Conheça o CodeGuard

Na Bluehost, oferecemos o serviço CodeGuard, um BaaS que conecta-se com seu site através do SFTP e do MySQL para realizar backups periódicos do seu sistema. O CodeGuard detecta alterações nos seus arquivos e banco de dados e te notifica via email, tudo isso automaticamente. Caso enfrente algum problema, você pode restaurar facilmente o sistema todo ou arquivos individuais. Para saber mais, conheça os planos do CodeGuard.